28 de mai de 2012

Membros anteriores do buldogue francês.

Vistos de perfil e de frente, são aprumados, paralelos e bem separados. Ombros: curtos, grossos, revelando uma musculatura firme e aparente. Braços: curtos. Cotovelos: trabalham estreitamente ajustados ao corpo. Antebraços: curtos, bem afastados, retos e musculosos. Carpos e metacarpos: sólidos e curtos. POSTERIORES: fortes e musculosos, um pouco mais longos que os anteriores, elevando, assim, o trem posterior. Vistos por trás e de perfil, as pernas são verticais e paralelas. Coxas: musculosas, firmes, sem serem muito arredondadas. Jarretes: bem descidos, nem muito angulados, nem, principalmente, muito retos. Metatarsos: sólidos e curtos. O Buldogue Francês deverá nascer sem ergôs. PATAS: as patas anteriores são redondas, pequenas, chamadas pés de gato, bem pousadas no solo, ligeiramente voltadas para fora. Os dedos são bem compactos, de unhas curtas, grossos e bem separados. As almofadas plantares e digitais são duras, espessas e pretas. Nos exemplares tigrados, as unhas devem ser pretas. Nos particoloridos (tigrados fulvos e brancos), e nos fulvos, a preferência será pelas unhas escuras, sem, entretanto, penalizar as unhas claras. As patas posteriores são bem compactas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.